Pages

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Ciladas Emocionais

Às vezes fico pensando o porquê de certas pessoas surgirem em nossas vidas. Apesar de achar que para todo acontecimento há um propósito, uns parecem não ter finalidade alguma.
Você pode estar na fila de um banco, em uma viagem, ou sentada em uma mesa de bar e eis que aparece aquela miragem, só que você ainda não sabe se ela é a visão do paraíso ou do inferno.
A única coisa que passa na sua cabeça é que se aquele encontro aconteceu do nada e sem nenhuma intenção, é que ele só pode ser o amor da sua vida, o príncipe encantado com quem sempre sonhou. Mas como você também sabe que contos de fadas são exclusividade das estorinhas infantis, os seus pés tocam o chão e você enxerga que aquilo não é tão bonito quanto imaginava.
E aí vem as promessas, as frases que poderiam ter sido evitadas, o carinho, a atenção e quando você começa a acreditar que ainda existe amor no mundo, o tal mundo, cai. O que era ilusão e esperança se transforma em utopia . Se você confiasse mais em sua razão, já saberia que o coração... Ah! O coração é traiçoeiro! Quer fazer o bem, mas quando percebe já está ferido e ferindo de novo!
Voltando a dizer sobre o tal propósito em conhecermos pessoas por obra do acaso, depois desses parágrafos acho que entendi. Acontece que se não passarmos por isso, não amadurecemos e não aprendemos nunca. As experiências e os erros dos outros só servem para serem ouvidas! Nós temos que viver e reviver as nossas.
Confesso que eu preferia ser criança para sempre e não ter que passar por essas ciladas emocionais. Afinal, como diz a frase: "Joelhos machucados dóem muito menos que corações partidos."

2 fragmentos lançados:

MOISÉS POETA disse...

Como dizia Vinicius de morais: ¨a vida é a arte do encontro¨

seu texto é bom, reflexivo...!

um beijo!

Apenas alguém... disse...

A grande questão é que todo mundo é bem melhor de longe...

 

Sample text

Sample Text

"Vista-se mal e notarão o vestido. Vista-se bem e notarão a mulher." (Coco Chanel)